ARTISTASMUNDOGIRAS

Exposição “O MUNDO SEGUNDO MAFALDA”

MUNDO GIRAS TRAZ A EXPOSIÇÃO COMEMORATIVA DOS 50 ANOS DA MAFALDA  PARA O BRASIL

Elaborada integramente pelo Museu Barrilete (Córdoba, Argentina), com acompanhamento do cartunista Quino, criador da personagem que foi eternizada por sua sagacidade e reflexões existencialistas.

Dividida em treze módulos, a mostra apresenta a história da criação de Mafalda, sua evolução e temas ao longo dos anos e também de seu criador, o cartunista Quino.

Elementos como a casa, os brinquedos, o carro da família e um espaço que destaca as perguntas existencialistas da personagem ganham ambientes exclusivos e multicoloridos.

O visitante encontrará, ainda, um ambiente com a biografia do autor e dos personagens, oficinas com recursos para montar sua própria historinha, a possibilidade de visitar um ambiente da casa da Mafalda ambientado na década de 1960, entre outros itens.

“O MUNDO SEGUNDO MAFALDA”

Esta exposição mostra diferentes aspectos do cotidiano segundo a particular e perspicaz olhar da Mafalda. Se trata de uma visita ativa que nos permite ficar mais perto da personagem, da sua família e dos seus amigos através de uma serie de atividades e ambientações para experimentar seu mundo além da linguagem em preto e branco das  tirinhas.

A mostra, desenhada pelo Museu Barrilete da Cidade de Córdoba-Argentina, está composta por 13 módulos como a apresentação dos personagens e do autor, os gostos e os desgostos de Mafalda, os direitos das crianças, os mundos, o apartamento da Mafalda ambientado nos anos 60’ e uma galeria de tirinhas selecionadas. Além disso conta com uma oficina de recursos gráficos, a oficina das invenções e a Mafalda TVO, um setor auditório com programação exclusiva.

Para as crianças, a proposta das oficinas permite reflexionar sobre os direitos humanos, os direitos das crianças, o vínculo com a natureza, a importância do médio ambiente e o cuidado do nosso planeta. A mostra esta formatada como uma visita educativa num estreito vínculo com as escolas e professores para que em conjunto possam trabalhar os temas sugeridos com o apoio do material correspondente.

Esta exposição coincide também com Quino por Mafalda, una retrospectiva que exibe uma seleção destacada da produção do autor e que poderá se ver em dezembro na Praça das Artes, no centro da cidade de São Paulo. Ambas propostas permitem que toda a família disfrute do talento indiscutível do Quino e se divirta uma vez mais com seu personagem mais recordado, a audaz e lúcida Mafalda que marcou gerações com suas ocorrências e mal estares. Retomar seu mundo é recria-la e dar-lhe vida mais uma vez a seu discurso carregado de engenho, ideologia e reflexão.


QUINO

Joaquín Lavado, de apelido Quino desde pequeno, nasceu em Mendoza no dia 17 de julho de 1932 numa família de imigrantes andaluzes. Aos 13 anos se inscreveu na Escola de Belas Artes mas logo a abandonou para se convertir em cartunista. Esta aspiração o levou a se trasladar para a cidade de Buenos Aires aos 18 anos de idade. Três anos depois, em 1954, viu seu primeiro desenho ser publicado no semanário portenho “Esto es”. Em 1960 se casou com Alicia Colombo, com quem continua casado até hoje. Logo de trabalhar em diferentes mídias, em 1963 apareceu Mundo Quino, seu primeiro libro de humor gráfico.

Aos poucos lhe encarregaram uma tirinha para publicar num jornal dos eletrodomésticos “Mansfield” da firma “Siam Di Tella”. O nome dos personagens deviam começar com a letra M de Mansfield. A “nena” foi chamada de Mafalda – o nome vem de um dos personagens da novela “Dar la cara” de David Viñas. Se bem a tirinha nunca chegou a ser publicada, Quino ficou com umas tirinhas que lhe serem úteis uns meses depois, quando seu amigo Julián Delgado lhe pediu que crie uma tirinha para a revista “Primera Plana”. Ai nasce Mafalda, no dia 29 de setembro de 1964. A partir de 1965 a tira começou a ser publicada no jornal “El Mundo” e logo em “Siete Días Ilustrados”.

Com rotundo êxito, tanto no nível nacional como internacional, Mafalda continua publicando-se até o 25 de junho de 1973, quando Quino decide deixar de desenha-la. Esta difícil decisão foi devido a que já não sentia a necessidade de utilizar a estrutura expressiva das tirinhas em sequência. Se bem abandona Mafalda, Quino continua a se desempenhar como cartunista de humor. Em 1984 cria “Quinoscopios” junto a Juan Padroìn, uns curta metragens realizados a partir de desenhos e ideais do Quino.

Ao longo da sua carreira recebe múltiplos reconhecimentos, entre eles a “Orden Oficial de la Legión de Honor”, a honra mais importante que o governo francês lhe concede a um estrangeiro. Mafalda por sua parte seguiu reimprimindo-se em mais de 30 países, chegando a se converter na tirinha latino americana mais vendida no mundo. 2014 é um ao especial, já que Quino cumpre 60 anos no humor gráfico e Mafalda cumpre 50 anos. Também este ano recebeu na Espanha o Prêmio “Príncipe de Asturias de Comunicación y Humanidades” e inaugurou a “40a Feria Internacional del Libro” de Buenos Aires.

BOOKING: BRASIL

VER MAIS ARTISTAS
TFXMedia